ENTREVISTA: FOXES PARA COUP DE MAIN 2016

Quando você ouve a palavra Foxes, o que você pensa primeiro? Um mamífero urbano bonitinho e fofinho? Ou a bonitinha e fofinha Louisa Rose Allen, que escolheu o nome para usar como seu apelido na indústria musical? Se não é a segunda opção, ouça ao seu novo álbum ''All I Need'', que irá percorrer um longo caminho até convencer-lhe que deveria conhecer. Vocais poderosos e sintetizadores que encerram histórias líricas.

Nós falamos com Foxes antes do lançamento do álbum, e exploramos sua opinião sobre desencadear seu segundo álbum para o mundo. Descobrir o que mudou - e o que permaneceu - nós falamos de comidas de Londres e vôos à Marte (apenas para ter uma perspectiva, sabe?). Acontece que ela pode inspirar-se em qualquer lugar; desde as vibes dos discos de Cyndi Lauper, os sonhos de sua mãe, até apoiar outras meninas através de términos relacionamento. Ah, e ela realmente adora um bom café da manhã.

''...Desafiar constantemente a si mesmo e estar ocupado é nutritivo e saudável. É realmente doentio parar e pensar que você não está fazendo nada para si mesmo ou para o mundo.''
COUP DE MAIN: Será que o período que antecedeu o lançamento de ''All I Need'' foi particularmente animado ou estressante para você?

FOXES: Eu acho que sempre é bastante estressante quando você está esperando e está ficando cada vez mais perto. Eu estou muito, muito animada, porque é algo que estou realmente orgulhosa, em termos de um álbum que eu acabei de escrever, em comparação com o último, que foi bastante espaçado, e eu era muito jovem. Estou muito animada, e com medo!! (risos) Estarei em tour mais tarde, e estou realmente muito ansiosa pra isso.

CDM: Faz diferença ter lançado um álbum antes?

FOXES: Faz sim! Você aprende muito com o primeiro álbum. É como saber o que esperar, '' Eu sei um bocado de como isso funciona,'' mas você está sempre recomeçando. Esse álbum eu senti que estava realmente començando de novo; você tem que encontrar um ponto de partida e tentar ser melhor que antes. É divertido, mas assustador.

CDM: Você acha que é um disco mais coeso por ser escrito em um tempo mais curto?

FOXES: Sim, bastante. Parece mais como uma parte de um trabalho desta vez. Eu escolhi um monte de produtores, com quem trabalhei, e eu escrevi ele muito rapidamente, em três meses. O outro disco, eu escrevi a partir dos 17 à 24 anos, um pouco desconectado. Esse tem um tema. Ele se encaixa.

CDM: Como você descreveria a mudança de seu último disco, Glorious, e o novo álbum?

FOXES: É engraçado, porque eu acho que o primeiro disco foi muito produzido. Eu apenas joguei tudo que eu sabia naquele momento. Desta vez eu queria ''filtrá-lo'', de certa forma. Eu queria experimentar e aperfeiçoar o que eu estava fazendo. Este álbum é muito mais claro e limpo, e talvez seja um pouco mais pop. Eu tentei manter a essência que Foxes teve desde o primeiro álbum. Eles são semelhantes, mas este é um pouco mais emocional.

COMO ME SINTO SOBRE MEU NOVO ÁLBUM...
CDM: Aqui estão algumas perguntas rápidas sobre 'All I Need' para responder em uma palavra. Se o álbum fosse um animal, qual seria?

FOXES: Provavelmente não seria uma raposa dessa vez. Eu diria que o primeiro álbum seria uma raposa. Seria um pássaro, eu acho. Talvez uma pomba.

CDM: Se fosse uma estação, qual seria?

FOXES: Eu acho que seria algumas estações. Ele tem muitas faixas que faz sentir-se verão, e algumas Outono e Inverno. Provavelmente seria Primavera, quando está apenas começando a florescer. Quando você está ficando animado com o verão vindo.

CDM: Como você o resume em uma palavra?

FOXES: Uau. É muito emocional! Uma palavra é tão difícil. Pessoal, vamos com pessoal.

CDM: Um single que eu tenho escutado é 'Body Talk' - uma das minhas faixas favoritas de 2015. Tem realmente uma vibe disco. Será que você quis inspirar-se em quaisquer artistas mais velhos na realização do mesmo?

FOXES: Sim, eu realmente inspirei. Cyndi Lauper, eu definitivamente tinha muita inspiração nela. Ela é alguém que eu simplesmente cresci amando. Há emoção na música dela, e há também aquela verdadeira sensação de liberdade e diversão. Eu queria que 'Body Talk' tivesse esse tipo de sentimento. É o tema 80s. Eu tinha Cyndi Lauper na minha cabeça, e também filmes como 'Drive'. Um monte de coisas que eu faço em minha música, há muita inspiração em filmes dos anos 80. Eu queria a essência de ''Girls Just Wanna Have Fun''!

CDM: Body Talk é a minha canção favorita, e a sua?

FOXES: Eu acho que vocalmente, minha música favorita para cantar - e mais pessoal provavelmente é On My Way. Era uma maneira de jogar para fora a emoção na escrita. Foi terapêutico. Ao escrever isso, eu deixo de lado algumas coisas.

CDM: Você teve alguns shows incríveis recentemente, incluindo no London's Heaven no ano passado. Qual sua música favorita do novo álbum para cantar ao vivo?

FOXES: Body Talk! Body Talk ou Amazing. Quando eu cantei no Isle Of Wight Festival no ano passado, ninguém havia escutado as novas músicas, então eu fiquei ''Oh Deus, isso vai ser realmente muito assustador, como isso vai ser?'' Eu acho que Body Talk tinha acabado de sair. Mas a coisa mais estranha foi quando todos já estavam cantando o segundo refrão, as pessoas estavam cantando música que eles não sabiam! Eles cantavam 'Better Love', eu acho, que é porque é bastante repetitivo! Mas era tão bom, eu penso que 'Body Talk' é definitivamente muito divertida de cantar ao vivo. Todo mundo se solta - você não deixa de dançar, eu acho!

CDM: O vídeo de 'Amazing' mostra alguns amigos saindo e tendo grandes momentos. Se nós estivéssemos indo passar um dia em Londres, o que você gostaria de fazer?

FOXES: Eu sempre tenho que basear o meu dia em torno da comida. Eu acordo, tomo meu café da manhã e com almoço e jantar já em minha mente. Eu gostaria de basear o meu dia em rodada de alimentos, mesmo que fossemos nos melhores lugares, lentamente iríamos nos embebedando em todos! Nós teríamos que ir para um lugar onde tenha um incrível café da manhã - Eu amo café da manhã! É a melhor coisa do mundo. Nós iríamos comer um café da manhã enorme - de encher o estômago! Então nós iríamos para a loja de minha mãe em Brick Lane [Market, East London] e levá-lo para vestir-nos! Ela faz roupas vintages, é chamado ''Upmarket Vintage''. Ela é super divertida. É como aquele velho show 'Mr Benn', é muito mágica. Em seguida, provavelmente iríamos comer novamente! Talvez a gente ia para Borough Market Food - que lugar ridículo! Você pode apenas dar uma volta e pronto. Você não pode sequer parar para comprar qualquer coisa! É como um buffet enorme! Em seguida, iríamos para uma cervejaria, em um pub, para beber, e ficar um pouco tonta. À noite provavelmente ir a um bar de cocktails e, em seguida, ir jantar e beber mais!

CDM: Voltando para o vídeo de Amazing, é também uma representação muito positiva entre mulheres jovens. O que você acha que é tão especial sobre este tipo de ligação?

FOXES: Eu sei o que eu faço com os meus amigos. Estou muito tomboy, eu acho que muitas meninas são assim, e eu só queria mostrar o que realmente acontece - especialmente se você teve um término de relacionamento e seus amigos estão lá para você. Eu sei que comi um pote de sorvete com uma colher de madeira - isso é meu lado real! Não sou glamurosa, é real. Eles estão tentando me colocar pra cima, e é importante mostrar a verdadeira amizade com mulheres. Eu queria mostrar uma visão realista do que um fim de semana das meninas é comparado com o que as pessoas pensam que é. Não é glamuroso! Coisas estúpidas na estrada, coisas assim!

CDM: Eram seus amigos reais no vídeo?

FOXES: Eu conheço elas - elas não são minhas melhores amigas, mas através das filmagens chegaram muito perto. São grandes meninas, e eu escolhi elas para o vídeo. Eu não acho que eu poderia fazer com meus amigos de verdade - nós não iríamos fazer nada! Pelo menos havia um pouco de profissionalismo!
CDM: Você teve canções sobre o céu e o inferno na suas gravações. O que esses lugares significam para você?

FOXES: Eu estou aprendendo que na vida você precisa de um equilíbrio entre os dois. Você não pode sempre ser feliz, e você não pode estar sempre triste, você não pode estar sempre no céu. Você tem que ter esse equilíbrio para perceber o que o outro é. O céu está cercado pelas pessoas certas, e com um senso de auto-estima e auto-amor. O inferno está sentindo-se perdido; se eu estou perdida em uma situação, eu estou como se não tivesse ninguém a recorrer. Então é sobre quem está ao seu redor e sentir-se forte em si mesmo.

CDM: Rise Up é o nome da intro do álbum e outra do álbum. É sobre se levantar contra algo ou ascender-se para algum lugar?

FOXES: É mais sobre seguir em frente e levantar-se. Trata-se de força e sensação de que você pode superar qualquer coisa e sentir-se forte. É aceitar tudo e levantar-se de algo que tenha sido ruim para você.

CDM: Também na intro, tem uma adorável amostra vocal de uma criança dizendo: ''Se eu fosse um pássaro eu poderia voar longe.'' Se você pudesse voar para qualquer lugar, onde você iria?

FOXES: Marte! Seria ótimo. Ir a Marte e ficar um par de horas. Basta balançar as pernas sobre Marte e olhar para o mundo. Seria muito bom fazer isso - ter uma perspectiva!

CDM: Money é sobre todas as coisas que o dinheiro nao pode fazer - como ele não pode substituir um relacionamento ou fazer você feliz por conta própria. Muitos músicos continuam trabalhando mesmo quando eles têm dinheiro suficiente para viver no luxo para o resto de suas vidas. Você acha que a música e outras formas de arte, dá-nos algo mais rico do que o dinheiro pode comprar?

FOXES: Claro. Tem uma saída para algumas pessoas. Eu acho que desafiar constantemente a si mesmo e estar ocupado é nutritivo e saudável. É realmente doentio parar e pensar que você não está fazendo nada para si mesmo ou para o mundo. Eu acho isso, porque as pessoas gostam de estar sempre fazendo algo; eles precisam disso. Muitas pessoas visam o dinheiro - que é a maneira errada de olhar para isso. Ou eles querem ganhar mais dinheiro, o que está realmente errado! Eu estarei fazendo algo sempre, mesmo se eu tivesse todo o dinheiro. É bom fazer algo, é o que eu preciso.

CDM: Você colaborou com H&M em uma coleção de roupas. Você também está assinada com a Premier Model, e sua mãe tem a sua própria loja de roupas vintage. Sua imagem importante para você?

FOXES: Definitivamente. Eu sinto que tudo está refletindo em volta do meu humor. Eu literalmente visto-me como estou me sentindo - meus sentimentos são o que eu visto. Se eu estou em um humor merda, eu vou usar preto.

CDM: Podemos falar sobre o fato de que você hoje está vestindo uma jaqueta de couro preta e calça jeans preta!?

FOXES: (Rindo) É Janeiro, e eu me sinto como uma adolescente temperamental no momento! Eu sinto como se eu tivesse 14 novamente. Acho que todo mundo sente um pouco. Eu sempre amei vestir como um personagem por dia. Eu sou de um fundo que tem - uma mãe obcecada por moda! Ela sempre parece muito mais glamurosa que eu. Ela é sempre assim, ''você pode apenas por um par de sapatos altos e tentar parecer um pouco apresentável?'' Eu sou terrível! Eu sou um moleque, um moleque total!

CDM: Você vai ter um enorme 2016, mas que outros artistas estão na sua lista para assistir no próximo ano?

FOXES: Há uma menina chama Dua Lipa, eu acho ela ótima. Ela é legal. Eu realmente quero algumas boas voltas na indústria da música. Eu sinto que estamos perdendo isso. Não de uma forma ruim.. tipo de um mau caminho. É como se fosse uma substância, um verdadeiro artista que tenha profundidade. Alguém que você possa seguir a sua carreira e seus álbuns. Acho que precisamos de uma coisa nova para isso. Hora da mulher! Elas estão por aí, acho que fazendo turnês no momento. Elas vivem perto de mim. Eu acho que elas estão lançando seu segundo álbum! Seus vídeos são excelentes..

CDM: Você sempre teve grande fãs de nome, de Pete Wentz até Katy Perry. Qual celebridade você ficou mais animada por ter começado a ouvir sua música?

FOXES: Foi tão estranho quando Pharrell tinha ouvido falar de mim! Isso não parecia real. Eu ouço muitos de meus heróis, isso seria estranho, ficar sabendo que eles já ouviram falar de mim. Eu não acho que gostaria que Patti Smith tenha escutado falar de mim. Eu acho que seria terrível! Ela seria como: '' Isso é uma merda!''

CDM: Muitas pessoas ficam confusas com o nome Foxes, pensam que você é uma banda invés de uma cantora. Por que você escolheu usar este nome artístico?

FOXES: Eu queria me chamar Foxes, por que eu não queria usar meu nome. Queria que as pessoas se sentissem mais atraídas pela música. Eu queria algo realmente ambíguo, que realmente não fazia muito sentido. Eu consegui isso muito bem! Eu escrevi uma música quando tinha 13 anos chamado 'Like Foxes Do', e tornou-se um apelido enquanto crescia. Eu não poderia chamar Louisa Rose Allen por causa de Lily Rose Allen - é muito parecido! Liguei para minha mãe e disse, ''Mãe, eu acho que vou me chamar Foxes.'' Ela disse ''O quê? Ontem a noite eu tive um sonho, que eu acordei no meio da noite e havia raposas correndo na nossa rua fazendo todos aqueles ruídos assombrosos!'' Ela é bastante intuitiva, bem como - um pouco maluca. Mães são geralmente certas, então fui com Foxes.

UMA MENSAGEM PARA NOVA ZELÂNDIA...
CDM: Coup De Main tem a base na Nova Zelândia. Tem alguma chance de você estar trazendo ''All I Need'' para os fãs na turnê?

FOXES: Eu adoraria! Eu realmente quero levar meu álbum para fora, gostaria de especialmente com esse álbum. Eu quero fazer uma turnê deste álbum, tanto quanto possível. Se as pessoas lá me querem, então eu estarei lá.

O novo álbum da Foxes já está a venda - clique AQUI para comprar via iTunes.

Assista ao vídeo de Amazing abaixo...
Você pode ler a entrevista na íntegra aqui.
ENTREVISTA: FOXES PARA COUP DE MAIN 2016 ENTREVISTA: FOXES PARA COUP DE MAIN 2016 Reviewed by iamfoxesbrasil on 12:49 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.